#NEVEDEVERDADE
Comprar Agora Ingressos

Blog SnowlandNovidades da Neve de Verdade

Snowland Cantinho Leitor Snow Curiosidades da Neve Tudo sobre a Serra Gaúcha Patinação no Gelo Natal Luz

Esqui, Snowboard…? Afinal, você conhece os esportes praticados na neve?

02.12.16 • Snowland
Passados os Jogos Olímpicos Rio 2016, o brasileiro, está sentindo na pele o que é saudade. No entanto, não há tanto tempo para sofrer.
 
Ao contrário do que a maioria dos brasileiros imagina, a próxima edição dos jogos de inverno está bem próxima. Antes mesmo de Tóquio 2020, no Japão, os olhos de fãs ao redor do mundo inteiro e os esforços de atletas de diversas nações se voltarão a PyeongChang (Coréia do Sul), sede dos próximos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno 2018.

Mas, afinal, você sabe quais são os esportes disputados na neve? Caso não conheça, não se preocupe, nós contaremos para você quem são eles e desde quando integram o programa olímpico. Confira:
 
Ski Alpino
 


Precisão e velocidade definem o ski alpino, modalidade mais tradicional dentre os esportes de neve. Contra o relógio, é disputada em um percurso pré-definido em declive no menor tempo possível. Ao longo de tal trajeto, os competidores, obrigatoriamente, precisam passar por portas que marcam mudanças de direção. Atualmente, a modalidade conta com provas de velocidade (Downhill e Super G), técnicas (Slalom Gigante e Slalom) e Super Combinado, que combina uma descida de Downhill a uma de Slalom. A modalidade teve sua primeira aparição em uma edição dos Jogos Olímpicos em 1936, em Garmisch-Partenkirchen (Alemanha).
 
Ski Freestyle

 

Velocidade combinada à habilidade de execução de manobras aéreas. Plasticamente, o Ski Freestyle une a classe dos esportes sobre skis com a radicalidade e estilo das disciplinas de Freestyle. Cinco disciplinas compõem a modalidade: Ski Cross, Moguls, Half Pipe, Slopestyle e Aerials. No Ski Cross, que se assemelha ao Snowboard Cross, os atletas descem uma montanha disputando entre si em baterias eliminatórias, enquanto no Moguls, as pistas em declive apresentam os “bumps”, terreno com formações irregulares, e exigem dois saltos. As outras três disciplinas se caracterizam por manobras aéreas. Apresentada como evento de demonstração em Calgary (Canadá), em 1988, a modalidade foi oficializada no programa olímpico em 1992, em Albertville (França).
 
Snowboard
 

O Snowboard é uma das modalidades de maior familiaridade para o público brasileiro devido a relação com a cultura dos esportes sobre prancha (skate, surf) já difundida pelo país. Praticada com os pés presos de forma paralela na prancha, a modalidade apresenta seis tipos de prova: as alpinas (Slalom Paralelo e Slalom Gigante Paralelo), o Snowboard Cross e as de freestyle, com Half Pipe, Slopestyle e Big Air, esta última inclusive recém-adicionada ao programa olímpico. A estreia da modalidade nos Jogos de Inverno aconteceu no Japão, em Nagano 1998.
 
Cross Country


 
O Cross Country é a mais antiga modalidade relacionada ao ski. Historicamente ligada à necessidade de viagens por terrenos cobertos de neve, se tornou esporte no fim do século XIX. Modalidade de resistência, exige muita força física dos atletas ao longo de médias e longas distâncias sobre skis, com impulsionamento por bastões. Divide-se em duas disciplinas, Distance e Sprint. Na primeira, os competidores percorrem trajetos de 2 a 50km, enquanto na segunda vale uma maior intensidade em um percurso curto de até 2km, disputado em baterias eliminatórias. As provas da modalidade também são divididas de acordo com a técnica utilizada, que pode ser Clássica e Livre. O Cross Country integra os Jogos Olímpicos de Inverno desde a sua primeira edição em 1924, Chamonix (França). Em 1988, Calgary (Canadá) foi o palco dos primeiros eventos de estilo livre e implantação da largada em massa.
 
Biathlon
 
 
É possível fazer uma analogia da modalidade com a própria luta pela sobrevivência humana. De um tempo no qual os habitantes da Escandinávia, norte da Europa, iam caçar sobre skis com rifles ou mesmo patrulhavam as fronteiras territoriais, até hoje em dia, a modalidade evoluiu, mas não perdeu a sua “dinâmica”. Com a junção do Cross Country com o Tiro Esportivo (Carabina.22LR), os atletas percorrem circuitos com distância entre 7.5km e 15km para mulheres e 10km e 20km para homens, com duas ou quatro paradas para tiro. Em cada parada, o atleta passa por uma bateria de cinco tiros a 50 metros do alvo em duas posições, em pé ou deitado. O erro de um tiro significa uma penalidade com acréscimo de tempo ou distância. O Biathlon integra o programa olímpico desde 1960, Squaw Valley (Estados Unidos).
Ski Jumping
 
 

Com origem nórdica, mais especificamente a Noruega, o Ski Jumping consiste em saltos avaliados por juízes após o deslocamento por uma rampa íngreme. Vale o pulo com a melhor técnica de saída e voo combinada a uma aterrissagem de forma equilibrada. Apresenta, hoje, três subdivisões: individual rampa normal, individual rampa longa e equipes rampa longa. Faz parte do programa olímpico desde 1924, em Chamonix (França).
 
Combinado Nórdico
 
Ainda disputado exclusivamente por homens, a modalidade mescla uma prova de salto (Ski Jumping) ao Cross Country. Na primeira parte do evento, o salto é avaliado por juízes de acordo com a distância atingida e a técnica realizada. O dono da melhor nota no salto fica em vantagem para a largada na prova de Cross Country. Atualmente, apresenta dois eventos individuais e um por equipes. Assim como o Cross Country, está nos Jogos Olímpicos de Inverno desde Chamonix (França) 1924.

* Nilo Vieira é responsável pela comunicação da CBDN – Confederação Brasileira de Desportos na Neve. Saiba mais sobre esportes da Neve acessando nosso site ou Facebook

 
Compartilhe:           

Mais diversão por e-mail

Assine nossa newsletter e receba antes de todo mundo novidades e promoções do Snowland. É tão rápido quanto descer o Tubing.

Localização: RS-235, 9009 Carazal, Gramado - RS CEP 95670-000