#NEVEDEVERDADE
Comprar Agora Ingressos

Blog SnowlandNovidades da Neve de Verdade

Snowland Cantinho Leitor Snow Curiosidades da Neve Tudo sobre a Serra Gaúcha Patinação no Gelo Natal Luz

Conheça os seis saltos essenciais na patinação artística no gelo

30.12.16 • Patinação no Gelo
A execução dos saltos é um dos momentos mais esperados em uma apresentação de patinação artística no gelo. Quando bem realizado, levanta a torcida e enche de confiança o atleta. Contudo, uma queda culmina na perda de preciosos pontos. Mas você sabe quais ?
 
Confira e aprenda sobre cada um dos principais saltos: 

Toe Loop: é considerado um salto picado, ou seja, a entrada é feita de costas com a ajuda da serrilha do pé esquerdo, com a aterrissagem feita da mesma forma. O toe loop pode ser feito imediatamente após outros saltos em combinações ou sozinho.



Salchow: criado por Ulrich Salchow, esse salto tem entrada de costas e feita com a parte interna do pé esquerdo. A aterrissagem também é de costas, mas com o lado de fora do pé direito. No momento da impulsão, a perna direita aproxima-se da esquerda para garantir a rotação necessária.



Loop: a entrada e a aterrissagem deste salto são feitas da mesma forma: de costas e com a parte de trás da perna responsável pelo impulso. Na Europa, este movimento é conhecido como Rittberger em homenagem ao patinador Werner Rittberger.



Flip: ele é realizado com a ajuda da serrilha do pé direito durante o giro interno do pé esquerdo. A aterrissagem é feita com a parte externa da perna direita.



Lutz: o nome é uma homenagem a Alois Lutz, criador deste salto. Ele é muito semelhante ao flip, com a única diferença de que o giro responsável pela entrada é feito com a parte externa do pé. 



Axel: também homenageia seu criador, no caso Axel Paulsen. É o único salto cuja entrada é feita de frente, com a perna esquerda sendo responsável pelo impulso. Já a aterrissagem é de costas e com a perna direita.



Além da complexidade de execução, os saltos na patinação artística no gelo também se destacam pela rotação do corpo dos atletas. Um salto simples corresponde a uma volta no ar. Há também os saltos duplos (duas voltas), triplos (três) e até quádruplos (quatro voltas). São essas combinações que transformam este esporte em um verdadeiro espetáculo para os fãs.


Sobre o Autor: Gustavo Longo é Gestor de Comunicação da CBDG – Confederação Brasileira de Desporto no Gelo. Quer saber mais sobre patinação artística no gelo? Acesse o site e a página no Facebook



 
 
Compartilhe:           

Mais diversão por e-mail

Assine nossa newsletter e receba antes de todo mundo novidades e promoções do Snowland. É tão rápido quanto descer o Tubing.

Localização: RS-235, 9009 Carazal, Gramado - RS CEP 95670-000